O boleto é um meio de pagamento muito utilizado no Brasil, entenda como funciona e qual a diferença entre um boleto registrado e não registrado. Fique por dentro das mudanças que aconteceram esse ano, acarretando no fim do boleto não registrado e veja em quais aspectos essa mudança pode impactar a sua empresa.

O que é um boleto

O boleto é um meio de pagamento amplamente utilizado no Brasil. Nada mais é do que um documento com um código de barras e uma linha digitável, recebível na instituição determinada até a data de pagamento prevista. Desse modo é comum a maioria das empresas utilizarem esse meio de pagamento que pode muitas vezes trazer informações como multa por dias de atraso e até mesmo descontos disponíveis.

Quando a instituição recebe o valor do boleto, o mesmo é depositado na conta do emitente. Assim o valor pode ser sacado por quem emitiu o boleto dentro do período de compensação .

Registrado x Não Registrado

A grande diferença entre os dois tipos de boleto está no próprio nome. Desse modo no registrado o banco tem acesso as informações da cobrança. Já o não registrado  não possui acompanhamento de nem uma instituição bancária.

É possível que a empresa trabalhe com os dois tipos de boleto, pagando taxas diferentes.

Registrado: Ao emitido a empresa envia a remessa ao banco que por sua vez registra as informações, como CPF, vencimento entre outras informações. Nessa modalidade as cobranças  podem ser protestadas em caso de não pagamento. Assim é possível ter mais segurança ao realizar uma venda.

Não registrado: Nessa modalidade  o documento emitido é enviado diretamente ao cliente sem antes passar pelo banco. Desse modo o banco só terá acesso as informações no dia em que o pagamento for realizado. O mesmo não terá acesso a informações de vencimento nem de pagador. A taxa a ser cobrada é relativamente baixa variando de R$ 3,00  a R$ 5,00.

O fim do boleto sem registro em 2018

O ano de 2018 marcou o fim do boleto não registrado. A FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) apresentou diversos motivos afim de justificar tal medida que vem sendo tomada desde 2015. Dentre os motivos está a tentativa de garantir mais segurança as empresas e também reduzir os índices de fraude. Um beneficio trazido por essa mudança é a possibilidade de pagamento, mesmo que já excedida a data de vencimento em qualquer agência bancária.

O fim do boleto se registro aconteceu de maneira gradativa iniciada no começo de 2018

Prazo para se adequar Valor do documento
A partir de 24/03/2018 R$ 800,00 ou mais
A partir de 25/08/2018 R$ 400,00 ou mais
A partir de 13/10/2018 R$ 100,00 ou mais
A partir de 27/10/2018 R$ 0,01 ou mais
A partir de 01/11/2018 Boletos de doação/carta de crédito
A partir de 22/11/2018 Qualquer valor ou documento

 

Segundo o cronograma novembro é o prazo final para a adoção do modelo. Portanto se a sua empresa ainda não está de acordo com a emissão de boletos registrados, aconselha-se que se adeque o quanto antes. Assim é possível evitar problemas na hora de realizar as cobranças.

A rigidez no momento da cobrança trás a segurança do protesto do titulo não pago. Como resultado o controle financeiro fica mais transparente e eficaz. O Odvix já conta com a opção de boletos registrados, portanto não deixe para ultima hora. Faça seu cadastro gratuito e comece hoje mesmo a monitorar a situação financeira da sua empresa.