Manter o controle financeiro de sua empresa é essencial para manter o negocio em ordem e preparada para sair da crise ocasionada pelo COVID-19. Isso vale especialmente para as micro e pequenas empresas, que representam a maioria dos 6,4 milhões de CNPJs Brasileiros. O novo Coronavírus já ocasionou mais de 700 mil casos e 33 mil mortes no mundo todo, e afim de diminuir o contágio e assegurar que a saúde pública não entre em colapso, governos do mundo todo tem orientado o isolamento social, ou quarentena.

No entanto, o isolamento social com restrições de circulação, consumo, comércio, e inclusive os mais diversos decretos de calamidade pública, afetam diretamente as empresas. Em muitos lugares do Brasil algumas empresas são obrigadas a fechar suas portas e suspender as atividades, e outras enfrentam reduções drásticas na receita. O impacto deste crise irá chegar para todas as empresas, seja ele em menor ou maior grau.

No artigo desta semana vamos abordar os principais desafios econômicos ocasionados pelo coronavírus, e principalmente como enfrentar a queda no faturamento de modo que ultrapasse as dificuldades enfrentadas durante a crise. Acompanhe a seguir:

Desafios enfrentados pelas as empresas em meio ao coronavírus

Diversos desafios estão sendo enfrentados diariamente pelas empresas do Brasil, a seguir veremos alguns dos principais desafios enfrentados devido a pandemia, e o isolamento social:

  1. Futuro: temos como principal problema enfrentado pelas empresas a incerteza quanto ao futuro. Muitas perguntas como “Quanto tempo vai durar?”, “Até quando os pedidos ficarão estagnados?” e, “Quando os fornecedores efetuarão os pagamentos?” estão gerando duvidas e incertezas, pois impedem de projetar, em curto prazo, uma simples saída para os problemas ocasionados.
  2. Faturamento: a queda do faturamento tem sido algo desesperador para muitos donos de empresas durante essa epidemia. Com os decretos impostos pelas prefeituras e governos estaduais, o fechamento de serviços não essenciais foram obrigados a parar todas as atividades. E em todo o Brasil, as empresas estão notando uma pequena queda no número de clientes e pedidos, oque tem ligação direta com as receitas projetas. Estima-se que o tempo médio de sobrevivência de uma empresa sem faturar é de 27 dias, no entanto, esse prazo pode ser maior ou menos de acordo com o tipo de empresa.
  3. Pagamentos: muitas empresas optaram por renegociação de pagamentos com fornecedores e parceiros, afim de sobreviver durante a calamidade em que estamos vivendo. Tal ação acaba afetando diretamente as receitas e despesas para os próximos meses, pois até mesmo os produtos já vendidos tem o pagamento incerto.
  4. Funcionários: como manter o quadro de funcionários quando a empresa não possui novas receitas? Esse tem sido um sério problemas para as empresas. No entanto, algumas optaram pelas férias coletivas, outras pela utilização do banco de horas ou antecipação de feriados, conforme previsto na Medida Provisória editada pelo Governo Federal. Mesmo com muitos meios alternativos, algumas empresas não veem outra saída além da demissão. No fim de março, a controladora da rede KFC no Brasil, demitiu 30% dos seus funcionários.

Controle financeiro durante a epidemia

Projeção de Despesas

Em momentos de incertezas pode torna-se difícil as projeções futuras, mas vale a penas projetar suas despesas para os próximos meses, afim de ajustar-se a essas incertezas para não ter surpresas ao longo do tempo. Ao se preparar para o pior cenário e saber com exatidão quanto precisa para arcar com suas contas, você acaba mantendo um melhor controle financeiro da sua empresa.

Gaste o essencial e segure os investimentos

A redução de gastos é essencial para um controle financeiro durante a crise do Coronavírus. Além disso, com receitas diminuindo é necessário gastar apenas o essencial para empresa. A redução de gastos cai também sobre os possíveis investimentos durante esse tempo, é necessário adiar tais investimentos afim de uma economia maior. Pois como a situação futura da empresa é incerta, essa acaba não sendo uma boa hora para investimentos.

Priorize seus colaboradores

Em momentos de calamidade e isolamento social, é essencial priorizar pagamentos salariais e depois arcar com as demais despesas. Algumas alternativas para evitar a perda de colaboradores é a antecipação de férias e feriados, ou a utilização de banco de horas. Afinal, a cada emprego mantido é uma pessoa a menos a ser substituída quando a crise passar, além de uma pessoa que terá capacidade de enfrentar o período de quarentena.

Negociar prazos e adiar impostos

Uma das alternativas de redução de gastos é a renegociação de prazos com seus fornecedores. Uma possibilidade é priorizar os pagamentos para os pequenos parceiros, pois as empresas de maior porte devem sobreviver à crise sem grandes dificuldades, pois possuem mais recursos. Para ajudar as micro e pequenas empresas, o Governo Federal anunciou uma medida para adiamento do recolhimento do imposto do Simples Nacional por três meses. Leia com mais detalhes sobre essa medida no artigo “Medidas de redução dos efeitos do coronavírus para as micros e pequenas empresas” do sistema odvix.

Promoções e sistemas de entregas

Em momentos de faturamento reduzido uma boa aposta é as promoções para se livras daqueles itens encalhados no estoque. Sendo assim a utilização da internet para promoções acaba sendo um bom investimentos. A venda de produtos que estão parados ajuda a realizar um bom controle de estoque e garante um capital de giro, livrando-se de produtos que estavam apenas ocupando espaços.

Com as restrições de circulação, as pessoas precisarão recorrer aos mais diversos recursos, que tal se beneficiar e realizar algumas vendas com isso? Os restaurantes já utilizam os Delivery, com o isolamento social, as farmácias, supermercados, fruteiras e lojas de produtos naturais também aderiram a ideia. Portanto, se essa é uma boa opção para seu negocio, por que não investir? Vá em frente, utilize as redes sociais como verdadeiras parceiras de estrategias no seu financeiro, nesse momento.

Esteja preparado para retornar com tudo

A complexidade da crise que nos encontramos logo vai passar. E as empresas que sobreviverem à crise e se planejarem para o retorno normal da rotina terão uma condição de recuperação melhor e mais rápido. Portanto, durante a quarentena vale a pena planejar e projetar novos produtos ou conhecer melhor o mercados, planejar um bom financeiro, para estar sempre na frente da concorrência quando tudo terminar.

O investimento em tecnologias irá ajuda-los a retornar da crise na frente, por exemplo, ao automatizar os processos da empresa você pode ganhar mais eficiencia e produtividade, os quais poderão fazer grande diferença ao longo do tempo. Além disso, empresas que se mantem atualizadas são as mais ágeis, e tem mais chances de sobreviver aos diferentes ciclos econômicos.

Com isso, o sistema odvix pode estar lhe auxiliando em todos os pontos abordados anteriormente, para que assim você, nosso cliente, sempre saia na frente com o maior custo beneficio e rentabilidade. Sabemos que a prioridade do momento é interromper o contagio do Covid-19, mas a preservação da vida das empresas precisam de atenção imediata. Assim, garantindo empregos e a retomada da economia quando a crise passar.

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário contanto quais medidas você irá tomar para manter sua empresa funcionando corretamente, compartilhe ideias!!